quarta-feira, 13 de junho de 2012

Incoerente, Zinho ataca R10 e defende Adriano

Zinho comanda o futebol do Flamengo (Miguel Cballero - O Globo)
Homem forte do futebol rubro-negro, Zinho chegou ao clube impostando a voz e colocando banca. Logo depois da saída de Ronaldinho Gaúcho, o novo dirigente do Flamengo avisou que a bagunça havia acabado no clube. Palavras jogadas ao vento.

Zinho disse nesta semana em entrevista à ESPN Brasil que o ambiente do clube ficou mais profissional com o desligamento de R10. O problema é que, na mesma entrevista, defendeu o acerto com Adriano. Frases incompatíveis, caro leitor.

Ao menos, Ronaldinho não sofre com problemas físicos. É raro vê-lo de chinelinho no Departamento Médico. Já Adriano precisa se recuperar de uma lesão crônica no tornozelo, perder muitos quilos e acertar sua cabeça fora de campo. O novo jogador do Atlético-MG marca um X apenas no último item acima.

Nesse momento de turbulência na Gávea, o melhor que os dirigentes fazem é adotar a Lei do Silêncio. Quanto mais falam, mais expõem os graves erros cometidos na administração de Patrícia Amorim.

Nenhum comentário: