terça-feira, 16 de outubro de 2012

O time ideal de Mano Menezes

A seleção brasileira se comportou bem diante de um adversário mediano. O Japão está longe de ser a quinta maravilha de futebol, mas é um time, ao contrário de Iraque e China, adversários escolhidos apenas para tentar melhorar a auto-estima dos nossos jogadores. Por isso, a goleada desta terça-feira (16) por 4 x 0, no amistoso disputado na Polônia, foi válida.

Mas também é importante destacar que o teste contra medianos ainda é perigoso para a seleção. Já vencemos esses times várias vezes no período Mano e não houve avanço da equipe. Os grandes adversários ainda nos preocupam, porque são eles os obstáculos para a conquista do hexa no Mundial de 2014. Não podemos queimar fogos antes da festa.

O nosso treinador avisou que chegou ao grupo que considera ideal e que, daqui pra frente, vai apenas fazer pequenas mudanças, mantendo a base do time titular. Assim podemos considerar a equipe principal formada por Diego Alves; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho, Ramires, Oscar e Kaká; Hulk e Neymar.

Marcelo sofreu uma séria lesão no pé, deve parar por três meses e vai ser carta fora do baralho nas próximas convocações. Uma alternativa já testada pelo técnico é escalar no lugar de Hulk o meia Lucas, que na seleção ainda não é o mesmo atleta do São Paulo, mas tende a evoluir.

Kaká se movimentou bem nos amistosos, marcou dois gols e é uma esperança. Mas o histórico de lesões do jogador pede cautela à crônica esportiva. Mano precisa ter alternativas para o craque, que, aos 30 anos, está recomeçando no futebol profissional.

Reclamação
 
Mano mudou de ideia em relação ao jogo contra Colômbia, marcado para o dia 14 de novembro, em Nova Jersey, EUA. O treinador disse anteriormente que não iria mexer com atletas do Brasileirão para não prejudicar os clubes, mas avisou agora que espera manter a base dos amistosos de outubro. Os torcedores vão chiar.

Nenhum comentário: