segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Sessão Lado B - A memória do 'Homem de gris'

Teremos no blog a partir de agora a Sessão Lado B, com indicações de livros, filmes, crônicas, poesias, músicas e discos de ótima safra, mas pouco conhecidos pelo grande público. Muitas obras de qualidade se perdem por não terem a divulgação correta ou simplesmente por ficarem perdidas diante de trabalhos mais populares de seus autores.

Nesta primeira edição, o meu destaque vai para o livro Noite, publicado em 1954 pelo escritor gaúcho Érico Veríssimo. Indicada para ler de um sorvo só, a novela, de 144 páginas, leva o leitor a refletir sobre a modernidade, as angústias na cidade grande e o anonimato da maioria de seus habitantes.

O personagem principal, com claros traços kafkianos, é atormentado por um crime que sabe ter cometido. No entanto, a perturbada memória não lhe permite conhecer os detalhes capazes de atenuar a culpa. A tensa jornada noturna em busca da identidade do "Homem de gris" mostra uma faceta pouco conhecida do autor do épico 'O Tempo e o Vento'. Vale ler e guardar.

A cidade parecia um ser vivo, monstro de corpo 
escaldante a arquejar e transpirar
na noite abafada. Houve um momento em que o
homem de gris confundiu as batidas
do próprio coração com o rolar do tráfego, e foi 
então como se tivesse a cidade e a
noite dentro do peito. (VERÍSSIMO, 1975: 2).

2 comentários:

Jane disse...

Muito boa a sua inciativa, Victor, como sempre, estarei seguindo seu blog e curtindo as novidades que só me trazem mais conhecimento, o que é muito bom.

Fidelis de Moura disse...

Olá Victor, gostei de rever o seu Blogger de volta, meu abraço. Confirmo que o Victor realmente faz incursões em outras áreas além do esporte. Felicidades!