domingo, 23 de novembro de 2014

Dica de cinema: São Bernardo

Sim, caro leitor, o romance de Graciliano Ramos foi para a telona em 1971, sob a direção de Leon Hirszman. Sofra com um Paulo Honório encarnado por Othon Bastos. Esta é, sem dúvida, uma das atuações mais arrebatadoras do cinema nacional e merece todas as reverências.

O livro, lançado pelo escritor alagoano em 1934, deve ser lido de um sorvo só, sem interrupções capazes de lhe tirar dos cenários de obsessão do narrador-personagem. Viçosa testemunha as dores do fazendeiro rude e de quem cruzou seus tortos caminhos.

Nenhum comentário: