quarta-feira, 29 de junho de 2016

Olhar de travessia

A cegueira de Borges não era escura,
era tomada pela luz das palavras.
Nada distinguia, mas dizia,
e repetia, repetia, até converter
o nada em poesia.

Nenhum comentário: